fbpx

Santuário Astorga

“Homem e Mulher os Criou”: Novo Diretório para a Catequese reitera rechaço da Igreja à ideologia de gênero

 Este 25 de junho o Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização publicou o novo Diretório para a Catequese, aprovado pelo Papa Francisco e que substitui ao “Diretório geral para a catequese” de 1997.

O documento de perto de 300 páginas anima a evangelização no mundo digital, a pastoral com os migrantes e o trabalho a favor do meio ambiente; além de enfatizar o papel da doutrina da Igreja na bioética e também frente ao tema da ideologia de gênero.

Nesse sentido, no capítulo “Catequese e algumas questões de bioética”, o novo diretório adverte que a “ideologia do género” (gender) coloca em discussão o dado revelado: «Homem e mulher os criou» (Gn 1,27).

O texto explica que “a identidade de género, segundo essa posição, já não é um dado originário que o homem deve acolher e preencher de sentido, mas uma construção social que se decide autonomamente, totalmente desvinculada do sexo biológico”.

“O homem nega a sua própria natureza e decide que é ele quem a cria para si mesmo. Ao invés, segundo a narrativa bíblica da criação, o ser humano foi criado por Deus como homem e como mulher. A Igreja está bem consciente da complexidade das situações pessoais muitas vezes vividas de maneira conflituosa. Ela não julga as pessoas, mas convida a acompanhá-las sempre e em qualquer situação”, completa o Diretório.

“Contudo, está consciente de que, numa perspectiva de fé, a sexualidade não é apenas um dado físico, mas uma realidade pessoal, um valor confiado à responsabilidade da pessoa. Deste modo, a identidade sexual e a vivência existencial deverão ser uma resposta ao chamamento originário de Deus”, conclui.

Em relação às demais questões de bioética o documento assinala no número 378:

“As questões de bioética interpelam a catequese e a sua função formativa. Onde se achar oportuno e conforme as circunstâncias, os agentes pastorais promovam itinerários específicos de educação para a fé e para a moral cristã, onde temas como a vida humana como dom de Deus, o respeito e o desenvolvimento integral da pessoa, a ciência e a técnica que se ordenam ao bem do homem tenham um espaço adequado à luz do Magistério da Igreja, expresso também no Catecismo da Igreja Católica”.

“A catequese educa os catequistas para formarem a sua consciência em relação às questões da vida, 111 relembrando a necessidade de prestar atenção aos desafios colocados pelos desenvolvimentos da ciência e da tecnologia e fazendo emergir os elementos fundamentais para o anúncio da fé:

Deus é a referência inicial e última da vida, desde a sua conceção até à morte natural;

a pessoa é sempre unidade de espírito e corpo;

a ciência está ao serviço da pessoa;

a vida deve ser acolhida em qualquer condição, porque foi redimida pelo mistério pascal de Jesus Cristo.

Fonte:ACI.digital