fbpx

Santuário Astorga

“Católicos” que promovem o aborto são agentes ativos de Satanás, diz sacerdote

Pe. Hugo Valdemar, cônego penitenciário da Arquidiocese Primaz do México, alertou que o católico que promove a agenda do aborto é “um verdadeiro agente ativo de Satanás e da construção de seu reino, inimigo de Deus, de sua ordem natural e dos seus mandamentos”.

Em seu artigo “Católicos Satanistas“, publicado em 4 de janeiro no jornal mexicano ContraRéplica, Pe. Valdemar destacou que a mesma qualificação é válida para aqueles que são promotores “de eutanásia, dos casamentos homossexuais, do relativismo, da devassidão sexual, da ideologia de gênero, do feminismo, do sacerdócio feminino e mil outras aberrações”.

O sacerdote, que durante 15 anos foi diretor de Comunicação da Arquidiocese do México sob o governo pastoral do Cardeal Norberto Rivera, lembrou que “Satanás é considerado o pai da mentira, capaz de difamar inocentes a ponto de condená-los à morte”.

 

O demônio, disse, “despreza tudo o que é humano, ele se alegra em ver pessoas honestas caluniadas e martirizadas, vendo milhões de criaturas perseguidas por sua fé, fica feliz em ver os idosos, os deficientes e os fracos – os favoritos de Deus – sacrificados, ver milhões de indivíduos reduzidos a um nível inferior ao dos animais”.

Pe. Valdemar sublinhou que “não existem católicos adultos, democratas, fascistas, moderados ou comunistas, só existem aqueles que respeitam a vida e aqueles que a odeiam, cristãos e satanistas”.

“Agir nas sombras com mentiras e calúnias é satânico”, enfatizou.

O sacerdote indicou que “o satanista é a figura mais traiçoeira e aberrante da criação, um ser vil, um fanfarrão egocêntrico, um caluniador muito perigoso que se ergue como o único possuidor da verdade. Destruidor de vidas, adulador, charlatão, impostor, vilão e assassino”.

Fonte:ACI.digital