fbpx

Papa visitará uma igreja que foi incendiada pelo Estado Islâmico no Iraque

Durante sua próxima viagem ao Iraque em março, o Papa Francisco visitará a Igreja da Imaculada Conceição em Qaraqosh, que foi incendiada pelo Estado Islâmico em 2014.

O local de culto restaurado está localizado no norte do Iraque, na cidade de Qaraqosh (também conhecida como Baghdeda, Bajdida ou Al-Hamdaniya), que se encontra na Planície de Nínive.

De acordo com o programa divulgado pela Sala de Imprensa da Santa Sé, a visita do Pontífice a esta igreja está marcada para o domingo, 7 de março.

O Papa chegará a Qaraqosh de helicóptero, irá se encontrar com a comunidade local, fará um discurso e conduzirá a oração do Ângelus.

No mesmo dia, o Santo Padre viajará pela manhã de Bagdá a Erbil, onde será recebido pelas autoridades religiosas e civis da região autônoma do Curdistão iraquiano.

Em seguida, o Papa irá de helicóptero de Erbil a Mossul, onde fará uma oração em sufrágio pelas vítimas da guerra em Hosh al-Bieaa (Praça da Igreja).

Finalmente, o Pontífice irá de helicóptero a Qaraqosh. Em seguida, retornará a Erbil, onde à tarde presidirá a Santa Missa no estádio “Franso Hariri” e pronunciará a homilia.

Ao concluir a Missa dominical, o Santo Padre retornará de avião ao aeroporto internacional de Bagdá.

Uma das maiores igrejas do Iraque

O pároco de Qaraqosh, Pe. Georges Jahola, disse em 2019 à CNA – agência em inglês do Grupo ACI –, que considerava “muito importante apoiar esta cidade porque é o maior símbolo do cristianismo no Iraque”, acrescentando que “até agora a mantivemos como cidade cristã, mas não sabemos o que o futuro nos trará”.

De acordo com a Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN), esta igreja de Al-Tahira em Qaraqosh, dedicada à Imaculada Conceição, “é um importante símbolo do patrimônio dos cristãos desta cidade e da região da Planície de Nínive”, porque “é considerada um dos maiores e mais antigos templos cristãos do Iraque”.

Antes da invasão do Estado Islâmico, Qaraqosh era a maior cidade cristã do Iraque. No entanto, de 2014 a 2016, a cidade se tornou um campo de tiroteio e dezenas de milhares de cristãos tiveram que deixar suas casas.

A igreja “foi gravemente danificada e incendiada, e objetos de valor e móveis foram saqueados. A torre do relógio da igreja foi dinamitada e inúmeras pinturas e objetos religiosos ficaram gravemente danificados”, explicou o supervisor das obras de restauração de Al-Tahira, Pe. Ammar Yako.

Em outubro de 2016, as forças iraquianas e seus aliados recuperaram esses territórios e aos poucos foi feito o trabalho de reconstrução, alguns cristãos voltaram.

Além disso, após a libertação da cidade em 2016, as Missas foram retomadas na igreja danificada.

De acordo com os últimos dados divulgados por ACN, 43% das famílias cristãs que viviam em Qaraqosh antes da invasão do Estado Islâmico conseguiram regressar.

Finalmente, de acordo com relatos da imprensa local, em janeiro de 2021 uma nova estátua mariana de 4 metros esculpida por um artista cristão local foi colocada na torre do sino da restaurada igreja da Imaculada Conceição.

fonte: ACI Digital

créditos de imagem: Pe. Georges Jahola na igresia de Al Tahira

ONDE ENCONTRAR

PRAÇA PADRE JOÃO JANSEN - S/Nº
CEP: 86730-000 - ASTORGA - PARANÁ

HORÁRIO DE ATENDIMENTO DA SECRETARIA

SEGUNDA À SEXTA-FEIRA, DAS 8H ÀS 19H, SÁBADO DAS 8H ÀS 18H.

(44) 3234 - 1350
SANTUÁRIOASTORGA@DIOCESEDEAPUCARANA. COM.BR