fbpx

Santuário Astorga

Bento XVI envia mensagem ao funeral de seu irmão Mons. Georg Ratzinger

O Papa emérito Bento XVI escreveu uma breve mensagem por ocasião do funeral de seu irmão, Mons. Georg Ratzinger, que faleceu em 1º de julho, em Ratisbona (Alemanha).

A celebração do funeral foi presidida pelo bispo de Ratisbona, Dom Rudolf Voderholzer, e foi realizada no dia 8 de julho na catedral daquela cidade alemã.

O secretário do Papa emérito, Dom Georg Gänswein, esteve presente no funeral e leu a mensagem escrita por Bento XVI na qual disse aos assistentes que “neste momento da última saudação ao meu irmão, estou com vocês”, informou Vatican News.

Além disso, na carta, Bento XVI recordou seu irmão Georg e enfatizou que “sua vocação sacerdotal sempre esteve acompanhada por aquela musical”.

“Georg foi um homem de Deus que teve como centro de sua vida os valores da sobriedade e da honestidade”, escreveu o Papa emérito que descreveu que na manhã de 22 de junho “antes de retornar ao Vaticano da Alemanha, sabia que aquele encontro com o irmão seria um adeus. Mas, ambos sabiam também que o bom Deus reina no outro mundo e nos dará uma nova união”.

Por último, Bento XVI agradeceu a seu irmão Georg “por tudo o que fez, o que sofreu e o que deu a ele” e Dom Rudolf Voderholzer disse que o Papa Emérito acompanhou o funeral de seu irmão ao vivo pela internet.

Eucaristia foi concelebrada pelo Núncio Apostólico na Alemanha, Dom Nikola Eterovic, e pelo Secretário de Bento XVI, Dom Georg Gänswein.

Também participaram da cerimônia o cardeal Gerhard Ludwig Müller, bispo emérito de Ratisbona; Cardeal Reinhard Marx, Arcebispo de Munique; e Dom Gregor Maria Hanke, Bispo de Eichstätt.

Pêsames do Papa Francisco

Por sua parte, o Papa Francisco enviou uma carta de condolências a Bento XVI em 2 de julho pela morte de seu irmão, Mons. Georg Ratzinger, que faleceu aos 96 anos.

“Desejo renovar-lhe a expressão de minhas sinceras condolências e proximidade espiritual neste momento de dor”, escreveu o Papa Francisco.

Da mesma forma, o Santo Padre assegurou ao Papa Emérito “orações de sufrágio”, para que “o Senhor da vida, em sua bondade misericordiosa, o receba na pátria do céu e lhe conceda o prêmio preparado para os fiéis servos do Evangelho”.

“E rezo também pelo senhor, Santidade, invocando do Pai, por intercessão da Santíssima Virgem Maria, o apoio da esperança cristã e do terno consolo divino”, escreveu o Papa Francisco na carta de pêsames.

A última vez que os dois irmãos se encontraram foi há alguns dias, de 18 a 21 de junho, quando Bento XVI viajou para Ratisbona (Alemanha), devido ao delicado estado de saúde de Mons. Georg. Foi a primeira viagem fora da Itália que Bento XVI fez desde que renunciou ao pontificado em 2013.

Fonte:ACI.digital