fbpx

Há quatro anos, Papa Francisco canonizou Santa Teresa de Calcutá Por María Ximena Rondón

Há quatro anos, Papa Francisco canonizou Santa Teresa de Calcutá Por María Ximena Rondón

Em um dia como hoje, 4 de setembro de 2016, o Papa Francisco canonizou a Madre Teresa de Calcutá, a quem descreveu como “uma dispensadora generosa da misericórdia divina”, uma das figuras mais emblemáticas da Igreja Católica e do mundo no século XX.

Missa de canonização foi celebrada em um domingo na Praça de São Pedro, no Vaticano, e estima-se a participação de cerca de 120 mil pessoas de todo o mundo.

Este evento foi realizado durante o Jubileu Extraordinário da Misericórdia, proclamado pelo Papa Francisco, que aconteceu entre os dias 8 de dezembro de 2015 e 20 de novembro de 2016.

O Pontífice presidiu a celebração em um altar instalado no átrio da Basílica de São Pedro.

Na varanda principal do templo colocaram o retrato oficial da religiosa para a canonização, intitulado “Santa Teresa de Calcutá: Portadora do Amor de Deus”, feito pelo artista norte-americano Chas Fagan, a pedido dos Cavaleiros de Colombo.

Ao iniciar a Eucaristia, foi apresentado um relicário especial que continha o cabelo e o sangue de Santa Teresa de Calcutá. Tinha a forma de cruz, com um coração branco e o azul, cores do sari que a religiosa usava.

Durante a Missa, o então prefeito da Congregação para a Causa dos Santos, Cardeal Angelo Amato, pediu ao Santo Padre para que a religiosa fosse inscrita no livro dos santos e leu uma breve resenha biográfica.

Então, cantaram a ladainha e o Papa Francisco leu a fórmula da canonização.

Na sua homilia, o Pontífice exortou os fiéis a se perguntar “qual é a vontade de Deus na minha vida?” e aceitá-la.

Recordou que “seguir Jesus é um compromisso sério e ao mesmo tempo alegre” e afirmou que a Madre Teresa ao longo de toda a sua vida foi “foi uma dispensadora generosa da misericórdia divina, fazendo-se disponível a todos, através do acolhimento e da defesa da vida humana”.

O Papa também expressou seu desejo de que “esta incansável agente de misericórdia nos ajude a entender mais e mais que o nosso único critério de ação é o amor gratuito, livre de qualquer ideologia e de qualquer vínculo e que é derramado sobre todos sem distinção de língua, cultura, raça ou religião”.

“A misericórdia foi para ela o ‘sal’, que dava sabor a todas as suas obras, e a ‘luz’ que iluminava a escuridão de todos aqueles que nem sequer tinham mais lágrimas para chorar pela sua pobreza e sofrimento”, destacou.

Participaram da cerimônia a Superiora Geral das Missionárias da Caridade, congregação fundada por Santa Teresa de Calcutá, Irmã Prema Pierick; e Marcílio Haddad Andrino, o brasileiro cuja cura aconteceu graças à intercessão da religiosa que permitiu o milagre para a canonização.

Fonte:ACI.digital

ONDE ENCONTRAR

PRAÇA PADRE JOÃO JANSEN - S/Nº
CEP: 86730-000 - ASTORGA - PARANÁ

HORÁRIO DE ATENDIMENTO DA SECRETARIA

SEGUNDA À SEXTA-FEIRA, DAS 8H ÀS 19H, SÁBADO DAS 8H ÀS 18H.

(44) 3234 - 1350
SANTUÁRIOASTORGA@DIOCESEDEAPUCARANA. COM.BR