fbpx

LITURGIA DO EVANGELHO QUINTA FEIRA 02/09/2021

22ª SEMANA COMUM

(verde – ofício do dia)

Tende compaixão de mim, Senhor, clamo por vós o dia inteiro; Senhor, sois bom e clemente, cheio de misericórdia para aqueles que vos invocam (Sl 85,3.5).

Por meio de Jesus Cristo, recebemos a redenção, o perdão dos pecados. Que esta celebração nos motive a avançar para águas mais profundas, crescendo no conhecimento de Deus e levando uma vida digna do Senhor.

Primeira Leitura: Colossenses 1,9-14

 

Leitura da carta de São Paulo aos Colossenses – Irmãos, 9desde que recebemos essas notícias, não deixamos de rezar insistentemente por vós, para que chegueis a conhecer plenamente a vontade de Deus, com toda a sabedoria e com o discernimento da luz do Espírito. 10Pois deveis levar uma vida digna do Senhor, para lhe serdes agradáveis em tudo. Deveis produzir frutos em toda boa obra e crescer no conhecimento de Deus, 11animados de muita força, pelo poder de sua glória, de muita paciência e constância. 12Com alegria dai graças ao Pai, que vos tornou capazes de participar da luz, que é a herança dos santos. 13Ele nos libertou do poder das trevas e nos recebeu no Reino de seu Filho amado, 14por quem temos a redenção, o perdão dos pecados. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 97(98)

 

O Senhor fez conhecer seu poder salvador / perante as nações.

1. O Senhor fez conhecer a salvação, / e às nações, sua justiça; / recordou o seu amor sempre fiel / pela casa de Israel. – R.

2. Os confins do universo contemplaram / a salvação do nosso Deus. / Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, / alegrai-vos e exultai! – R.

3. Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa / e da cítara suave! / Aclamai, com os clarins e as trombetas, / ao Senhor, o nosso rei! – R.

Evangelho: Lucas 5,1-11

 

Aleluia, aleluia, aleluia.

Vinde após mim, disse o Senhor, / e eu ensinarei a pescar gente (Mt 4,19). – R.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas – Naquele tempo, 1Jesus estava na margem do lago de Genesaré, e a multidão apertava-se ao seu redor para ouvir a Palavra de Deus. 2Jesus viu duas barcas paradas na margem do lago. Os pescadores haviam desembarcado e lavavam as redes. 3Subindo numa das barcas, que era de Simão, pediu que se afastasse um pouco da margem. Depois, sentou-se e, da barca, ensinava as multidões. 4Quando acabou de falar, disse a Simão: “Avança para águas mais profundas, e lançai vossas redes para a pesca”. 5Simão respondeu: “Mestre, nós trabalhamos a noite inteira e nada pescamos. Mas, em atenção à tua palavra, vou lançar as redes”. 6Assim fizeram, e apanharam tamanha quantidade de peixes, que as redes se rompiam. 7Então fizeram sinal aos companheiros da outra barca, para que viessem ajudá-los. Eles vieram, e encheram as duas barcas, a ponto de quase afundarem. 8Ao ver aquilo, Simão Pedro atirou-se aos pés de Jesus, dizendo: “Senhor, afasta-te de mim, porque sou um pecador!” 9É que o espanto se apoderara de Simão e de todos os seus companheiros, por causa da pesca que acabavam de fazer. 10Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram sócios de Simão, também ficaram espantados. Jesus, porém, disse a Simão: “Não tenhas medo! De hoje em diante, tu serás pescador de homens”. 11Então levaram as barcas para a margem, deixaram tudo e seguiram a Jesus. – Palavra da salvação.

Reflexão:

 

Uma página a respeito da missão de Jesus e dos discípulos. As multidões comprimiam-se ao redor de Jesus a fim de ouvirem a Palavra de Deus. O ensinamento se dá a partir da barca, símbolo da Igreja. Sem Jesus, a missão é estéril. É ele quem garante a eficácia da ação, por mais difícil que seja a situação. Diante do sucesso, Pedro sente o poder de Deus e se reconhece pecador. Sem comentar a atitude humilde de Pedro, Jesus o projeta para obras grandiosas: “A partir de agora, você vai ser pescador de gente”. Os outros sócios de Simão também são chamados a compor o grupo dos apóstolos. Em várias ocasiões, os três – Simão, Tiago e João – serão convidados a testemunhar situações significativas na vida do Mestre (transfiguração, paixão), certamente para consolidá-los na fé em Jesus, o Filho de Deus.

Oração
Ó Jesus Mestre, em obediência à tua Palavra, Pedro e seus companheiros lançaram as redes em águas mais profundas. Surpresos, apanharam “tanto peixe que as redes se arrebentavam”. Queremos, Senhor, estar sempre atentos aos teus apelos, certos de que, desse modo, nossa labuta não será em vão. Amém.

Fonte:paulus

imagem:joseinacioh

ONDE ENCONTRAR

PRAÇA PADRE JOÃO JANSEN - S/Nº
CEP: 86730-000 - ASTORGA - PARANÁ

HORÁRIO DE ATENDIMENTO DA SECRETARIA

SEGUNDA À SEXTA-FEIRA, DAS 8H ÀS 19H, SÁBADO DAS 8H ÀS 18H.

(44) 3234 - 1350
SANTUÁRIOASTORGA@DIOCESEDEAPUCARANA. COM.BR