fbpx

Carlassare: “no Sudão do Sul, o Papa dará impulso à pacificação”

O bispo da diocese de Rumbek expressa alegria pela anunciada visita do Papa Francisco ao país da África Oriental em julho próximo: “Será de grande incentivo também para a Igreja local engajada no longo processo de reconciliação”. O prelado, ferido em um ataque no ano passado, dirigiu-se aos agressores e reiterou: “para mim, reiniciar significa perdoar”.

Federico Piana – Vatican News

Alguns dias após a etapa em Malta, o olhar se dirige agora para a próxima viagem apostólica do Papa Francisco ao Sudão do Sul, programada para 5-7 de julho, que será “o cumprimento de uma ação iniciada pelo Pontífice há muito tempo para pedir a paz para este país”. Esta é a convicção de dom Christian Carlassare, bispo da diocese sudanesa de Rumbek, cuja ordenação episcopal e posterior cerimônia de posse ocorreu no dia 25 de março passado.

Ouça e compartilhe

Perdão e esperança na África Oriental

O prelado sabe bem como é difícil levar a paz a esta nação da África Oriental devastada por anos de luta tribal e política, mas também enormemente provada pela pobreza extrema. Ele experimentou ódio e violência sobre a sua pele quando, na noite de 25 de abril do ano passado, foi baleado nas pernas em um ataque realizado logo após o anúncio de sua nomeação como bispo de Rumbek. Mas ele nunca perdeu a esperança: “Para mim, reiniciar significa perdoar, porque sem o perdão não haveria reinício. A misericórdia, por outro lado, torna-se a capacidade de estabelecer relações e reconstruir relações de onde foram interrompidas”, afirma com voz serena.

Dom Christian Carlassare, bispo da diocese sudanesa de Rumbek

Dom Christian Carlassare, bispo da diocese sudanesa de Rumbek
Dom Christian Carlassare, bispo da diocese sudanesa de Rumbek

A visita do Papa Francisco é, portanto, parte dessa profunda esperança. A visita do Papa”, explica o bispo, “dará um importante impulso ao processo de paz que afetará todas as comunidades, especialmente as mais frustradas e marginalizadas”. Não somente. Para dom Carlassare, a presença do Papa será também um estímulo para a Igreja local empenhada em curar as feridas da população: “Será um grande estímulo para que a Igreja seja um verdadeiro instrumento de reconciliação e de paz através das muitas obras já presentes no país: desde as de evangelização até as de promoção humana baseada no cuidado total do homem”.

Abraçando o Papa

Alguns dias antes de sua ordenação episcopal e cerimônia de posse, dom Carlassare foi recebido pelo Papa Francisco no Vaticano. Para mim”, disse ele, “foi uma grande alegria poder encontrar pessoalmente o Santo Padre”. Foi um momento muito simples de grande harmonia no qual ele me disse algumas palavras essenciais: ‘Não tenha medo, o Senhor sempre o acompanha e o apoia’. A bênção que ele me deu é a de um homem que confiou no Senhor e está dando sua vida pela Igreja, e é por isso que eu a considero muito importante”.

Fonte:vaticannews

MAPA DO SITE

ONDE ENCONTRAR

PRAÇA PADRE JOÃO JANSEN - S/Nº
CEP: 86730-000 - ASTORGA - PARANÁ

HORÁRIO DE ATENDIMENTO DA SECRETARIA

SEGUNDA À SEXTA-FEIRA, DAS 8H ÀS 19H, SÁBADO DAS 8H ÀS 18H.

(44) 3234 - 1350
SANTUÁRIOASTORGA@DIOCESEDEAPUCARANA. COM.BR