fbpx

Arquidiocese de Los Angeles encerra dispensa à missa dominical

A arquidiocese de Los Angeles, nos Estados Unidos, anunciou que a assistência à missa dominical voltará a ser obrigatória, com a abertura de todas as igrejas no próximo final de semana.

Em uma carta dirigida ao povo católico, o arcebispo de Los Angeles, Dom José Gómez, anunciou que a partir do sábado, 19 de junho de 2021, já não haverá dispensa para assistir à missa dominical e nos dias santos de guarda por causa da pandemia de covid-19.

No entanto, ele disse que serão feitas exceções para os doentes e para as pessoas que tenham motivos legítimos. O arcebispo pediu que os sacerdotes animem essas pessoas a continuar lendo o Evangelho, orando em família e participando da Comunhão espiritual.

“Continuamos tendo progressos importantes na luta contra a pandemia nos três condados da arquidiocese”, disse Dom Gómez. “Podemos esperar dias melhores, nos quais estaremos como Corpo de Cristo vivendo ativamente a nossa fé nas nossas comunidades paroquiais”, acrescentou o presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB).

O jornal arquidiocesano lembrou, através do seu site, o fechamento das igrejas nos condados de Los Angeles, Santa Bárbara e Ventura para o culto de forma presencial, em março de 2020, quando começaram as restrições preventivas do contágio da covid-19 no país.

Após vários processos judiciais que demonstravam a violação das liberdades religiosas pelas restrições impostas durante a pandemia, as autoridades do condado de Los Angeles suspenderam, em dezembro de 2020, a proibição dos serviços religiosos em lugares fechados.

A arquidiocese de Los Angeles anunciou que, a partir do dia 15 de junho, haverá novas diretrizes litúrgicas a ser seguidas, em substituição às normas determinadas pelas restrições relacionadas à pandemia. Todas as celebrações litúrgicas, como missas, primeiras comunhões, confirmações, casamentos, batismos, funerais e missas de quinze anos, poderão ser realizadas dentro das igrejas, sem limitações de capacidade, sem reservas, ou requisitos de distanciamento social.

Seguindo as diretrizes do Center for Disease, Control and Prevention (CDC), os indivíduos totalmente vacinados não precisarão mais usar máscaras para assistir à missa ou outras celebrações litúrgicas. Mas os fiéis não vacinados devem continuar usando máscaras quando o distanciamento social não for possível em espaços abertos e durante todo o tempo que estiverem em espaços fechados. No entanto, as paróquias não devem verificar quem está ou não vacinado.

A arquidiocese também afirmou que as paróquias poderão retomar o canto litúrgico, as reuniões dos grupos de oração e de outras confraternizações. Não obstante, a distribuição da hóstia consagrada continuará restrita ao momento da Comunhão.

“A pandemia do coronavírus afetou nosso mundo de maneiras que nunca poderíamos ter imaginado. No início da pandemia, muitas pessoas experimentaram grandes medos e ansiedades diante de grandes incertezas. Reconhecemos a fragilidade de nossa natureza humana”, disse Dom Gómez.

“Porém, ela nos aproximou como uma família que busca o bem e o bem-estar do próximo. Mais importante ainda: através da pandemia, reconhecemos a nossa profunda dependência de Deus e do amor de Deus por nós, seus filhos e filhas”, acrescentou. “Permanecemos firmes na nossa fé, sabendo que Deus estará sempre ao nosso lado”, concluiu.

 

Por Cynthia Pérez | ACI Prensa

ONDE ENCONTRAR

PRAÇA PADRE JOÃO JANSEN - S/Nº
CEP: 86730-000 - ASTORGA - PARANÁ

HORÁRIO DE ATENDIMENTO DA SECRETARIA

SEGUNDA À SEXTA-FEIRA, DAS 8H ÀS 19H, SÁBADO DAS 8H ÀS 18H.

(44) 3234 - 1350
SANTUÁRIOASTORGA@DIOCESEDEAPUCARANA. COM.BR