fbpx

A festa da “Candelária” é celebrada hoje, 2 de fevereiro, coincidindo com a celebração da apresentação do Senhor e com a purificação ritual da Virgem Maria. Em meados do século V, esta celebração era conhecida como a “festa das luzes”. Alguns argumentam que começou no Oriente com o nome de “Encontro” e depois se espalhou para o Ocidente no século VI, chegando a ser celebrada em Roma com caráter penitencial. Não se sabe ao certo quando começaram as procissões com velas relacionadas a esta festa, mas já no século X celebravam solenemente. A devoção mariana de Nossa Senhora da Candelária ou Virgem das Candeias teve sua origem em Tenerife (Espanha). Segundo a tradição, a Virgem apareceu em 1392 a dois nativos “Guanches” que pastoreavam seu rebanho. Quando chegaram à beira de um barranco, viram que os gados não avançavam. Um dos pastores avançou para ver o que estava acontecendo e viu uma pequena imagem de madeira de uma mulher, com cerca de um metro de altura. Na imagem, a senhora carregava uma vela na mão esquerda e uma criança no braço direito, que segurava um pássaro de ouro. A Virgem das Candeias é a padroeira das Canárias e venerada na Basílica de Nossa Senhora da Candelária em Tenefire. Mais tarde, esta devoção se estendeu por toda a América.

A festa da “Candelária” é celebrada hoje, 2 de fevereiro, coincidindo com a celebração da apresentação do Senhor e com a purificação ritual da Virgem Maria. Em meados do século V, esta celebração era conhecida como a “festa das luzes”.

Alguns argumentam que começou no Oriente com o nome de “Encontro” e depois se espalhou para o Ocidente no século VI, chegando a ser celebrada em Roma com caráter penitencial.

 

Não se sabe ao certo quando começaram as procissões com velas relacionadas a esta festa, mas já no século X celebravam solenemente.

A devoção mariana de Nossa Senhora da Candelária ou Virgem das Candeias teve sua origem em Tenerife (Espanha). Segundo a tradição, a Virgem apareceu em 1392 a dois nativos “Guanches” que pastoreavam seu rebanho. Quando chegaram à beira de um barranco, viram que os gados não avançavam.

Um dos pastores avançou para ver o que estava acontecendo e viu uma pequena imagem de madeira de uma mulher, com cerca de um metro de altura. Na imagem, a senhora carregava uma vela na mão esquerda e uma criança no braço direito, que segurava um pássaro de ouro.

A Virgem das Candeias é a padroeira das Canárias e venerada na Basílica de Nossa Senhora da Candelária em Tenefire. Mais tarde, esta devoção se estendeu por toda a América.

Fonte:ACI.digital

MAPA DO SITE

ONDE ENCONTRAR

PRAÇA PADRE JOÃO JANSEN - S/Nº
CEP: 86730-000 - ASTORGA - PARANÁ

HORÁRIO DE ATENDIMENTO DA SECRETARIA

SEGUNDA À SEXTA-FEIRA, DAS 8H ÀS 19H, SÁBADO DAS 8H ÀS 18H.

(44) 3234 - 1350
SANTUÁRIOASTORGA@DIOCESEDEAPUCARANA. COM.BR