Santuário Astorga

Notícias

Você também está na corrupção?

Posted on

Você pode viver os frutos do Espírito Santo. Não deixe de vivê-los por causa da corrupção. Não se engane ficando em “pequenas coisas” e pensando ser um bom cristão em outras coisas. Se isso acontecer, você vai se tornar um fariseu. O Senhor já não aguenta mais isso! É preciso que você tenha náusea de toda essa corrupção e não se aproxime dela!

O Catecismo da Igreja Católica fala que o sétimo mandamento prescreve que a justiça e a caridade estão na gestão dos bens terrestres, os quais servem para fazermos caridade. É uma mentira dizer que tudo o que você recebeu é seu! Estamos na administração desses bens e temos de administrá-los com sabedoria. Você vai levar para o caixão apenas a caridade que praticou com esses bens; nada mais vai com você.

No número 2409, o Catecismo da Igreja Católica é mais claro: “Reter os bens emprestados, defraudar no comércio, elevar os preços especulando sobre a miséria alheia, a fraude fiscal, a falsificação de cheques, o gastos excessivos, os desperdícios (…)”. Quantas pessoas andam descalças por que nós desperdiçamos!

Citemos, também, a questão do dinheiro público: “As promessas e os contratos devem ser mantidos e executados de boa fé. No mundo em que vivemos, muitos contratos já são feitos de má fé, e tudo isso é roubar”, diz a Palavra de Deus.

Abusar da misericórdia de Deus é demais! O lado contrário da misericórdia é a justiça do Senhor. Você precisa sair de todo esquema de corrupção. Não se deixe tomar por “vírus” nenhum. (Eu estou falando de “vírus”, “micróbios”). Saia desse esquema! Diga: “Eu sou católico, sou de Deus, sou de Jesus, já estou fora!”

No livro de Filipenses, capítulo 2, versículos 14 a 16, lemos: “Fazei todas as coisas sem murmurações nem críticas, a fim de serdes irrepreensíveis e inocentes, filhos de Deus íntegros no meio de uma sociedade depravada e maliciosa, onde brilhais como luzeiros no mundo, a ostentar a palavra da vida. Dessa forma, no dia de Cristo, sentirei alegria em não ter corrido em vão, em não ter trabalhado em vão”.

Há muitos cristãos e católicos que não conhecem essa passagem bíblica. Luzeiro é muito mais que luz, é uma orientação; por isso, nós devemos ser resolutos, decididos a não mais pecar. Eu não entro em nenhum esquema de corrupção pela minha responsabilidade, primeiro como padre, depois como responsável por vocês.

Não estou dizendo que você seja corrupto. Estou alertando você para que não seja pego pela corrupção. No Evangelho de São Lucas, capítulo 19, é narrada a história de Zaqueu: o corrupto queria ver Jesus, subiu a um sicômoro, atrás das folhas, para ninguém vê-lo. E Jesus, quando passou por ali, disse, certamente apontando com o dedo: “Zaqueu, desce depressa, porque é preciso que eu fique hoje em tua casa”. Ele foi preparar tudo para receber Jesus. Quando o Senhor chegou, Zaqueu O recebeu e disse: “Senhor, vou dar a metade dos meus bens aos pobres e, se tiver defraudado alguém, restituirei o quádruplo”.

O corrupto cobrador de impostos estava decidido a restituir as pessoas pelo mal que havia causado a elas. Naquele dia, a salvação entrou na casa dele, pois o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido.

Meus irmãos, se vocês estiverem amarrados nos esquemas de corrupção, Jesus está passando agora perto de vocês. Decidam-se e recebam a salvação. A corrupção vem do profundo do inferno, e não podemos nos deixar ser influenciados pelo mal.

fonte/texto: cancaonova.com